Escrito por cá


"Saí com a minha avó,
Ao centro comercial.
Aquilo era novidade,
Não era nada normal.

Fomos a lojas de roupa,
Acessórios e sapatos.
Quem não sabia era eu,
Que ela queria uns saltos altos.

Na loja dos saltos altos,
passei eu uma vergonha.
Escondi-me atrás da cortina,
P'ra ninguém me ver a fronha.

Experimentou saltos modernos,
Até demais para ela.
Quem me dera que se ficasse,
pelos pijamas de flanela.

Sentámo-nos para lanchar,
Reparou na minha cara.
Começou a rir, a rir,
E eu a pensar «avó, pára!».

Por fim até eu ri também,
Afinal tinha piada.
Ficou tudo muito bem,
Sou uma neta babada."

Autora: Ana, 8º ano

Sem comentários: