Brincar ao Halloween

 Festa de arrepiar, com bruxos, monstros, vampiros, fantasmas, pinturas faciais, música e guloseimas, organizada pelos alunos do 9ºAno.

Uma tarde de travessuras e muitos sustos, como manda a tradição.















Dia das Bruxas/ Halloween na BE




Seleção de livros assustadores...


Passatempos, palavras cruzadas...


Jogo de memória com os símbolos do Halloween.


Pumpkin puzzle


"O estranho mundo de Jack" de Tim Burton


Verdadeiro espírito de celebração.




Dia das Bruxas/ Halloween



A tradição de se comemorar o Dia das Bruxas (Halloween) é muito recente em Portugal, tendo ganho alguma popularidade entre os mais jovens,  por ser uma data assinalada em contexto escolar.
Neste dia, à noite, as crianças fantasiam-se e percorrem as ruas, batendo de porta em porta a pedir guloseimas aos vizinhos.
Quando a porta se abre devem dizer "doçura ou diabrura?".
Se o vizinho não der um doce ou guloseima, as crianças podem fazer uma travessura.

Sabes qual é a origem do Halloween?

É uma tradição/celebração pagã importada dos países anglo-saxónicos, em especial dos Estados Unidos, Irlanda, Canadá e Reino Unido.

As raízes da celebração remontam aos povos da antiguidade, havendo vestígios de celebrações do dia 31 de outubro, por exemplo entre os Celtas (Irlanda), que celebravam esta data por ela coincidir com o fim do verão, período de fertilidade, e dar início a um novo ano.

A comemoração original chamava-se Samhain, que significa "Fim de Verão”.
Acreditavam que, nessa noite, os mortos, que para eles viviam em felicidade perfeita, visitavam a Terra, voltando às suas casas, facto que era celebrado com rituais de adoração, fazendo-se fogueiras para afastar os espíritos malignos.

Os símbolos deste dia são a abóbora, a bruxa e velas.


.

Dia de los Muertos


Exposição de trabalhos dos alunos dos 7º e 8º Anos, de Língua Espanhola, patente no átrio da escola. 
Coordenação da professora Sílvia Dias.







Exposição - Altar de Muertos


Exposição na biblioteca, no âmbito da celebração do Dia de Muertos, pelo Grupo de Espanhol, orientada pela professora Sílvia Dias.


El Día de los Muertos es considerado la tradición más representativa de la cultura mexicana y es desde la cultura Azteca que se popularizó en gran parte de Latinoamérica.



Según la tradición, el 1ro de noviembre se celebra a los niños difuntos, y el 2 a los adultos.

La creencia popular es que las almas de los seres queridos que se nos fueron regressan de ultratumba durante el Día de Muertos. Poe ello, se les recibe con una ofrenda donde se coloca su comida y bebida favorita, fruta, calaveritas de dulce y, si fuese el caso, juguetes para los niños.






Clube de Xadrez



Nunca é tarde demais para aprender a jogar xadrez - o jogo mais popular do mundo!

Vem aprender e treinar, sob a orientação do aluno do 8º Ano, Miguel Rosa.

Inscreve-te!
Na biblioteca, às terças e quintas feiras, pelas 12h:30.

Encontro com escritora


Apresentação do livro "A professora dos olhos tristes" pela autora Nazaré Lobato, aos alunos do 2º e 4º Anos.




Encontro com escritora


A escritora Nazaré Lobato apresentando o seu livro, "A professora dos olhos tristes", aos alunos do 1ºano, na nossa biblioteca.





Encontro com escritora


No âmbito da comemoração do Mês das Bibliotecas Escolares, a Biblioteca teve o prazer de convidar a escritora Nazaré Lobato a apresentar um dos seus livros aos nossos alunos do 1º ciclo.

Uma iniciativa que visa fomentar o gosto pela leitura às crianças.

"A professora dos olhos tristes", livro ilustrado por Zeka Cintra, foi o escolhido pela autora, junto dos alunos do 3º e 4º Anos, na Escola Manuel Cabanas.


"Esta aventura desenrola-se entre uma pequena cidade e um Bosque Mágico onde a Fada das Camélias, com os seus amigos animais a ajudam a praticar o bem e a proteger de quem quer fazer o mal.
" A Professora dos Olhos Tristes" porque não tinha meninos a quem contar a história encontrou alguém deste bosque que a ajudou a ter olhos sorridentes..."
(contra-capa do livro)











E foi com muita curiosidade, envolvimento e prazer que assistiram ao desenrolar da história,  dramatizada, contada com imensa graça e paixão.

No fim das sessões, a escritora pediu-lhes algo em troca. E eis que foi surpreendida com uma bonita canção interpretada por todos com enorme entusiasmo e generosidade, o que muita a comoveu.

A biblioteca agradece a todos os que participaram e permitiram estes momentos maravilhosos.

O encontro com os alunos do 4º Ano.


 










A autora com os alunos do 3º Ano.







Os alunos tiveram ainda oportunidade de adquirir o livro, autografado e com dedicatória.




.