Mário de Carvalho - Autor do Mês - Actividade

Autor do Mês
Mário de Carvalho
Actividade
Dá-nos a tua interpretação desta frase do autor
"Resta o mais pequeno conto do mundo:
Um cemitério a arder."

Mário de Carvalho - Autor do Mês


Mário de Carvalho

Mário Costa Martins de Carvalho, nasceu em Lisboa, em
Setembro de 1944. Licenciado em Direito pela
Universidade de Lisboa, exerceu advocacia em Lisboa.
Activista político, esteve preso e exilado em França e na
Suécia, tendo regressado a Portugal após o 25 de Abril
de 1974. Publicou os primeiros "Contos da Sétima
Esfera" em Julho de 1981. Desde aí publica
regularmente, contos (entre outros "Contos vagabundos"
e "Era uma vez um Alferes"), romances ("A paixão do Conde de Frois", "Um
Deus passeando pela Brisa da Tarde" e "Fantasia para dois coronéis e uma
piscina") e, ainda teatro " Água em Pena de Pato" e "Se perguntarem por mim,
não Estou". Vários guiões de cinema. Traduções nos EUA e R.U., França,
Espanha, Alemanha, Grécia, Bulgária e uma edição no Brasil. Vários prémios
iterários. Crónicas no J.L. e no "Público". Ensino esparso de escrita de cinema
e de teatro.

Dia de S.Valentim

Dia de S. Valentim

Organizámos uma actividade de troca de cartas alusívas ao dia de S. Valentim. Os alunos colocaram  as suas cartas de amor e amizade na nossa caixa de afectos, que por certo ficou cheia.O Cupido andou atarefado! A BE foi decorada com motivos alusivos a este dia.  
E para os mais românticos reservamos um cantinho especial para as frases e poemas de amor.
Os alunos foram também convidados a dedicar um poema de amor, de sua inspiração ou inspirando-se entre os vários que estiveram disponíveis na Biblioteca.
A nossa Biblioteca foi decorada com corações que continham mensagens de autores famosos e muitos dos nossos alunos foram nelas "buscar inspiração" para escrever um postal/carta... ou msn à pessoa amada.


 
 DESAFIOS DE S. VALENTIM


 

Dia dos namorados

glitter graphics
História do Dia de São Valentim


Durante o governo do imperador Cláudio II, este proibiu a realização de casamentos em seu reino, com o objectivo de formar um grande e poderoso exército. Cláudio acreditava que os jovens se não tivessem família, alistariam-se com maior facilidade. No entanto, um bispo romano continuou a celebrar casamentos, mesmo com a proibição do imperador. Seu nome era Valentim e as cerimónias eram realizadas em segredo. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que os jovens ainda acreditavam no amor. Entre as pessoas que jogaram mensagens ao bispo estava uma jovem cega: Asterias, filha do carcereiro a qual conseguiu a permissão do pai para visitar Valentim. Os dois acabaram apaixonando-se e milagrosamente a jovem recuperou a visão. O bispo chegou a escrever uma carta de amor para a jovem com a seguinte assinatura: “de seu Valentim”, expressão ainda hoje utilizada. Valentim foi decapitado em 14 de Fevereiro de 270
O dia 14 de fevereiro, festa do santo, é considerado, em muitos países, como o dia dos namorados
Vitral com Valentinus e seus discípulos São Valentim, (ou Valentinus em latim), é um santo reconhecido pela Igreja Católica e igrejas orientais que dá nome ao Dia dos Namorados em muitos países, onde celebram o Dia de São Valentim. O nome refere-se a pelo menos três santos martirizados na Roma antiga.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Cacela Maravilha do Algarve

O concurso das Maravilhas Naturais do Algarve inclui a zona de Cacela:
É considerada uma das pérolas do Parque Natural da Ria Formosa. A Península de Cacela tem uma luz especial que se reflecte nas águas calmas da ria.
A aldeia de Cacela Velha é uma das mais bem preservadas do concelho de Vila Real de Santo António. Próximo de Cacela Velha fica a Fábrica, lugar de pescadores. A Praia da Fábrica, junto da Barra do Lacém, começa a ser conhecida entre os que visitam a zona no Verão. Alguns pescadores fazem travessias regulares da ria.
Ver artigo completo: http://maravilhasalgarve.blogspot.com/2010/01/peninsula-de-cacela.html

Fonte da imagem: http://www.al-farrob.com/html/0401005p.html

Maria Teresa Gonzalez: Bibliografia