Música, uma arte universal




China e Japão
Na China, país que viu nascer uma das mais antigas civilizações do mundo, a música possui uma história muito extensa. Nela o Japão se inspirou amplamente, desenvolvendo porém os seus estilos musicais próprios.

Índia e Indonésia
Na Índia, a música assenta na voz, na qual os instrumentos se inspiram para cantar o amor, a paixão e venerar os deuses. Na Indonésia existe desde tempos longínquos uma espantosa orquestra indivisível.

Música árabe
O mundo árabe é um universo de voz. Os países do Magrebe e os do Médio Oriente partilham essa omnipresença do canto. Todos eles atribuem também uma grande importância à mensagem religiosa ou poética do texto.

África
Em África a música fala; serve para comunicar e os africanos aprenderam a compreender o que diz o tambor que ressoa ao longe. Aqui, a música e a dança celebram e acompanham todos os momentos da vida.

Antilhas e América
Ritmos endiabrados, danças, cantos, cor. As músicas antilhanas e latino-americanas têm uma extraordinária vitalidade. Naqueles países os estilos multiplicam-se até ao infinito e são constantemente reinventados.

Na Europa
A Europa caracteriza-se pela riqueza das suas músicas tradicionais, que fazem parte da vida da população na Irlanda, em Espanha, em Portugal, na Grécia na Roménia e que são transmitidas por via oral.



in, "A música - Enciclopédia dos jovens"

Música- Exposição de livros

Ao vosso alcance, uma interessante e variada escolha.


História da música, instrumentos, percurso, fontes de inspiração, correntes, estilos e protagonistas. 
O canto e a dança.


No mundo inteiro, toca-se e ouve-se música, e há tantas músicas como pessoas e lugares. 
Em toda a parte, a música desempenha um importante papel na vida humana.



"O som é um fenómeno natural comum.
A Música, por seu turno, é o resultado da organização consciente, operada pelo ser humano, do som, tornada numa arte e numa ciência."

"Os elementos básicos da arte musical são o ritmo, as alturas dos sons, a dinâmica e o timbre."

"Dificilmente encontraremos um período da história ou um povo do mundo que não tenha a sua própria tradição musical."





"Houve várias ideias sobre as origens da música.
Darwin pensava que que o canto surgira da imitação de gritos de animais, enquanto que para Rousseau ele nascera do falar num tom mais elevado.
 Para alguns a música nasceu do ritmo ou de ritmos de trabalho, enquanto outros associam a sua origem à fala, tendo ambas começado com a comunicação sonora.Os primeiros instrumentos parecem ter sido frequentemente adaptações de utensílios com outras funções (arcos de caça, vasos em terracota)."

in "O livro da música"



Músicas ilustradas


A fim de comemorar-mos o Dia Mundial da Música, no próximo dia 1 de outubro, e sabendo como gostam de ouvir música, a biblioteca propõe-vos que escolham letras de canções ao vosso gosto, e que as transcrevam para o papel, (inteiras ou em parte), completando a apresentação com uma ilustração.

Mostra os teus gostos musicais, as canções favoritas que te acompanham e emocionam...





Na biblioteca, podes e deves...




Ler

Estudar


produzir trabalhos



Trabalhar no computador



Escolher leituras, à vontade, pelas estantes
(podendo requisitar livros para ler em casa)



Desenhar 
Ouvir música


Jogar




Atualizar-te e inspirar-te através da leitura das revistas e jornais


Fazer puzzles e outros passatempos


Ver filmes ou documentários



Informares-te e participares nas atividades e concursos


Conviver sossegadamente



ATENÇÃO

Não é permitido jogar no telemóvel.





.

Xadrez Pedagógico - Movimento das peças

Clube de Xadrez



Inscrições na bibblioteca escolar.





O Clube tem como objetivo prioritário a prática do xadrez como instrumento pedagógico e ocupação dos tempos livres na biblioteca.

"O xadrez é um jogo de tabuleiro disputado entre dois jogadores de natureza recreativa e competitiva, em que o principal objetivo dos participantes é atingir a peça rei do adversário com um xeque-mate e, assim, ganhar a partida. Para conseguir este triunfo, é necessário utilizar muitas técnicas e estratégias no decorrer do jogo. 

O desenvolvimento da atividade colabora para o avanço da criatividade e da autoestima do jogador. Por este motivo, o jogo passou a ser utilizado em escolas com intuito de colaborar no progresso da aprendizagem.

As inúmeras jogadas e possibilidades fazem com que as crianças exercitem o imaginário, o trabalho, a inteligência, fazendo confirmar a frase: "O xadrez é a ginástica da inteligência " (Goethe, 1876)."

Aprender a fazer ... No computador


Revista National Geographic


A revista de setembro à disposição na biblioteca.

A primeira volta ao mundo.
Parte 1: De Sevilha às Filipinas.

No início do século XVI, em busca de uma nova rota por ocidente para as ilhas das especiarias, um punhado de homens comandados por Fernão de Magalhães protagonizou a primeira circum-navegação do planeta.

E outros artigos interessantes...

Passatempos


Na biblioteca, encontras palavras cruzadas e outros passatempos a fim de ocupares o tempo livre.


.

Leituras - Atividade





Ilustra as tuas leituras!
Deixa a tua opinião!

Transcreve uma frase/parágrafo...
E partilha o que mais gostaste.




Ocupação do tempo (livro) na biblioteca.



(Ilustrações retiradas do Google)


Novidades - Puzzle


A Biblioteca Escolar agradece à professora Aida Viegas a oferta deste divertido e desafiante puzzle.


Fazer puzzles parece um mero passatempo, mas é uma das atividades mais completas e benéficas para as crianças e jovens, dado que fomenta o desenvolvimento de diferentes habilidades mentais e sociais. 

São muitos os seus benefícios destes jogos, dos quais destacamos: 

  1. melhoria da capacidade de observação, análise, atenção e memória visual: é necessário ter um esquema prévio da imagem do puzzle e recordar em que lugar têm de colocar cada peça.
  2. desenvolvimento da coordenação motora e da capacidade de dominar o corpo: a construção de puzzles implica um processo de tentativa-erro constante que exige uma coordenação de mão e olhos. É preciso uma observação permanente dos detalhes e manipulação contínua das peças, até encontrarem a solução.
  3. exercício divertido da motricidade fina: fazer um quebra-cabeças exige trabalho ao nível da motricidade fina dos dedos através da manipulação das peças e dos movimentos para as colocar na devida posição.
  4. estímulo da aprendizagem e o desenvolvimento da inteligência: é uma atividade que exige lógica, pois é preciso pensar em diferentes estratégias para conseguir montar todo o conjunto, o que acaba também por estimular inteligência espacial.
  5. desenvolvimento de competências sociais e de cooperação: além de ser uma atividade que pode ser realizada em grupo, o que implica coordenação de um trabalho em equipa, desenvolve a capacidade de tolerância e paciência, o que contribui para a aquisição de competências ao nível da resolução de problemas.
(eurekakids.pt)



Revista Amiguinho - setembro


À vossa disposição na biblioteca, "A revista de todas as crianças".

Revista Visão Júnior - setembro


À vossa disposição, na sessão de Leitura Informal da Biblioteca.

"Setembro é mês de regresso às aulas e a VISÃO Júnior não pode fugir ao acontecimento. Por isso, preparamos um especial com vários artigos que te podem ajudar a volta à escola. São 14 páginas com muitas dicas e opiniões de miúdos como tu, que têm muito para contar. Mas há mais: fomos aprender a velejar numa escola de vela a sério e fomos conhecer uns miúdos do Porto, que criaram palhinhas comestíveis que fazem bem à saúde. Como sempre, os nossos passatempos são muito apetecíveis."

Boas Vindas


A Biblioteca Escolar deseja a toda a comunidade um excelente ano letivo 2019/2020.