Desenhos do mês

Rafael Pinto




"Folhas amarelas, vermelhas e castanhas no chão. Elas caem das árvores e flutuam no ar, proclamando o final de uma vida. O vento leva-as com delicadeza até seu encontro final com os relvados fofos dos jardins ou com o asfalto duro da rua.
As mornas brisas do Outono vão brincar com as folhas moribundas e transformar a tristeza em alegria. As folhas de Outono cambalhoteiam e esvoaçam, girando em círculos, num último adeus à sua mãe árvore que lhes deu a vida na Primavera. Na sua breve existência, vestiram de verde as árvores dos jardins, dos pomares e dos bosques; deram sombra aos passarinhos e aos humanos. Agora, ao cair, elas fertilizarão os solos como adubo orgânico, num ciclo de vida e de morte que se repete todos os anos."
Vaz Nunes (Escolovar)






"Tal como o outono também tenho as minhas recaídas"

Ruben Costa

Sem comentários: