Semana da Leitura - 21 a 25 de Março



ACTIVIDADES:
Concurso de textos em prosa ou poesia, alusivos à semana da leitura "LER + VERDE"
Elaboração de marcadores
Poemas ao vivo pelos alunos
Árvore de poemas
Projecção de Livro Digital

As árvores são poemas que a terra escreve para o céu!
Khalil Gibran

As folhas vão crescendo...   com a colaboração dos alunos

As árvores e os livros
Desenho de Inês Farinha -8ºC

As árvores como os livros têm folhas 
e margens lisas ou recortadas,
e capas (isto é copas) e capítulos
de flores e letras de oiro nas lombadas.

E são histórias de reis, histórias de fadas,
as mais fantásticas aventuras,
que se podem ler nas suas páginas,
no pecíolo, no limbo, nas nervuras.

As florestas são imensas bibliotecas,
e até há florestas especializadas,
com faias, bétulas e um letreiro
a dizer: «Floresta das zonas temperadas».

É evidente que não podes plantar
no teu quarto, plátanos ou azinheiras.
Para começar a construir uma biblioteca
basta um vaso de sardinheiras.

Jorge Sousa Braga










As árvores crescem sós. E a sós florescem.
Começam por ser nada.
Pouco a pouco se levamtam do chão, se alteiam palmo a palmo.                            
Crescendo deitam ramos, e os ramos outros ramos,
Depois, por entre as folhas, vão-se esboçando as flores,
deles crescem as flores, e as flores produzem frutos,
e os frutos dão sementes,
e as sementes prepram novas árvores.
E tudo sempre a sós, a sós consigo mesmas.
Sem verem, sem ouvirem, sem falarem.
Sós.
Sós, sempre sós.
Nas planícies, nos montes, nas florestas,
a crescer e a florir sem consciência.
Virtude vegetal viver a sós
e entretanto dar flores.

António Gedeão


Para comemorar-mos este Dia da Árvore e assim dár-mos início à Semana da Leitura, espalhámos alguns poemas sobre o tema, pelos corredores da escola e pelas portas das salas de aula.

    
            

O Club de Teatro "Brincar ao Teatro" apresentou, com a coordenadora, Profª Celina Alves, poesias infanto-juvenis, nos dias 21 e 22 de Março, no âmbito da Semana da Leitura, no recinto da Biblioteca e átrio da mesma, para a comunidade escolar.
Os pequenos actores interpretaram e representaram os poemas com afinco, de poetas como Luísa Ducla Soares, Vinicius de Morais, Tossan (poeta algarvio, infelizmente pouco divulgado entre nós), entre outros.
   






Sem comentários: