Diogo Piçarra - Autor do Mês


Biografia

Diogo Piçarra nasceu em Faro, no início da década de 90. Estávamos em outubro. Não nasce sozinho. No avassalador ato de conhecer, pela primeira vez, o mundo, Diogo Piçarra fez-se acompanhar pelo seu irmão gémeo, André, e, desde então, nunca mais a vida fez sentido de outra maneira. Cresceram junto, partilhando jogos e segredos e talhando uma cumplicidade que, ainda hoje, os faz estar e trabalhar juntos sempre que possível.
Filho de mãe alentejana e pai algarvio, Diogo inspira-se neles para o seu dia a dia, refletindo-se de forma mais direta na sua educação.

A música não foi sempre o seu principal foco de interesse, muito embora, facilmente, se perceba que o talento sempre tenha estado em si.

Tampouco o acompanhou desde sempre nos tempos livres. Os skates, as pranchas de skimming, o karaté e o futebol, sim.

Nos turbulentos anos da adolescência, algo mudou em Diogo Piçarra. A música começou a ocupar um lugar central na sua vida. Descobriu a força das guitarras, as primeiras bandas e os primeiros discos. Antes disso, um dia, os pais perguntaram-lhe se queria aprender um instrumento. Primeiramente, queria uma bateria, mas foi uma guitarra que lhe caiu nas mãos. Depois de a experimentar, a vida tomou uma nova trajetória. Criou uma banda, fez canções, gravou versões e apresentou-as ao mundo.

À euforia da descoberta, seguiu-se a introspeção. Já a frequentar a Universidade, mudou hábitos, referências musicais e desbravou um novo caminho, que se começou a desenhar onde menos esperava. Saiu de Portugal pela primeira vez, sozinho e apenas com um bilhete de ida. O destino foi a República Checa. Olomouc a cidade onde viveu durante 6 meses. Amplificou conhecimentos com viagens e leituras, sempre com a música perto de si, e ficou mais perto de, finalmente, perceber quem era. A música assumiu assim, por fim, uma invariável realidade no seu horizonte.
Não se esqueceu nunca dos estudos, a educação que tivera não o deixava! Licenciou-se em Línguas e Comunicação e frequentou o 1.º ano do Mestrado em Ciências da Linguagem, que teve de interromper porque o seu horizonte o obrigou.

Arriscou a sua sorte, mostrou-se ao mundo, falhou, voltou a tentar e voltou a falhar! Até que, em 2012, a vida lhe proporcionou a aproximação ao seu horizonte: a música. Ganha o programa Ídolos e, por inerência, um contrato editorial e uma oportunidade de aprendizagem e crescimento na London Music School. Espelho é o nome do seu primeiro trabalho discográfico. Para além de ser o nome do seu primeiro álbum é, também, o reflexo da sua vida até então. Seguiu-se uma edição especial com um DVD homónimo, em que Diogo se aproxima ainda mais de todos nós.

Agora, Diogo Piçarra mostra-se, apresenta-se, reinventa-se em Pessoa. Um projeto que mais não é do que apresentar um pouco mais da sua identidade.


Fonte: https://www.facebook.com/pg/diogopicarraempessoa




Sem comentários: