Menção Honrosa - X Concurso Nacional Escolar "O Castelo em Imagens" 2013

1ª Categoria de Desenho e Pintura
Ensino Básico

Menção Honrosa: À obra Sem Título de Joana Mourão Celorico Drago, aluna do 5º C, nº 8, da nossa escola - EB 2,3 Infante D. Fernando, de Vila Nova de Cacela.
A orientação deveu-se à Profª Celina Alves, docente da disciplina de História e Geografia de Portugal.

Muitos Parabéns Joana!

 Veja no Link todos os trabalhos vencedores nas diferentes categorias: http://www.cm-portel.pt/pt/conteudos/eventos/XI%20Festival%20de%20Cinema%20%20O%20Castelo%20em%20Imagens.htm

Melhores Leitores Presenciais 2012/13


Tony Pereira

Diogo Cunha

Beatriz Rosa

Carolina Cavaco

Diogo Lourenço



Reflexão:
Se houvesse mais silêncio haveriam muitos mais...

Melhores leitores do 3º Período (livros da BE)


Diogo Lourenço - 5º ano

Matilde Francisco - 8º ano

Rui Ramos - 8º ano

Roberto Rodrigues - 5º ano

Nuno Valente- 7º ano

Natalia Suciu - 8º ano

No 1º ciclo, a turma que mais se destacou na leitura de obras da biblioteca foi a do 2º ano, lecionado pela Profª Milene.


Estes foram os que mais requisitaram leituras na BE. Felizmente há ainda muitos outros bons leitores. Também sabemos que há meninos com mini bibliotecas em casa e que desfrutam muito da leitura.
Estão todos todos de parabéns. 

Continuem a ler! Através da leitura e ainda por cima sem grande esforço, adquirem conhecimentos variados, enriquecem o vosso vocabulário, dinamizam o raciocínio e a interpretação, o que serve de uma enorme ajuda para os estudos. E já não falando no divertido que pode ser.

Continuem com boas leituras durante as férias. Não se esqueçam: 

LER É VIAJAR SEM SAIR DO LUGAR


Os livros mais lidos - ano letivo 2012-2013


O cavaleiro da Dinamarca, Sophia de Mello Breyner Andresen

Poemas da mentira e da verdade, Luísa Ducla Soares

Leandro, rei da Helíria, Alice Vieira

O diário de um banana, Jeff Kinney

Artemis Fowl, Eoin Colfer

O dia do terramoto, Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

O recruta, Robert Muchamore

.

Ainda a Multiculturalidade

Só gostando de nós podemos gostar dos outros

Alguns trabalhos de expressão escrita dos alunos do 5ºA e B elaborados na disciplina de português, no âmbito do projeto " Multiculturalidade" , com a  orientação da Profª Celina Alves.

Clicar nas imagens














A Multiculturalidade - 5º Ano

O tema foi trabalhado pela Profª Celina Alves, no âmbito da disciplina de Português, com os alunos do 5ºA e B.

"A convivência entre pessoas de culturas diferentes permite descobrir outras maneiras de viver, de pensar, de cantar e dançar, de temperar a comida... Às vezes há choque de mentalidades, surgem problemas, mas se todos se esforçarem acabam por se entender e então beneficiam em cheio das vantagens de uma sociedade multicultural".
 No livro "A cidadania de A a Z", Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

A nossa escola tem sido, desde o início, um espaço de encontro de diversas origens culturais (portuguesa, brasileira, espanhola, francesa, búlgara, romena, alemã, holandesa, ucrâniana, inglesa, indiana, chinesa, polaca, belga, austríaca, americana, angolana, moçambicana, indiana...), portanto MULTICULTURAL. 






Na sala de aula os alunos partilharam as sua diferentes culturas. Trouxeram informações sobre a geografia do seu país, as tradições, os costumes, os símbolos nacionais, a gastronomia, a música, a arte...Na sala de aula ficaram expostos por algum tempo, alguns desses trabalhos, adereços e símbolos.

Cantaram, dançaram, tocaram instrumentos, apresentaram Power points...
O entusiamo foi tão grande e a comunicação foi tal que aproximou os alunos uns dos outros, ao compreenderem e aceitarem melhor as diferenças.

Todos os dias acrescentavam novos adereços e informações às anteriores. Os alunos não oriundos da região algarvia sentiram também necessidade de falar e de trazer informações, objectos e artefactos das regiões donde são naturais, enriquecendo este trabalho. A sala ficou repleta de vida e alegria. Tantos os que transmitiam como os que recebiam as informações partilhavam com um enorme prazer todos os momentos.

O Leo partilhou e satisfez curiosidades sobre a cultura cigana, o que foi particularmente apreciado por todos por se tratar de uma cultura muito rica em tradições e costumes, e por existir um total desconhecimento sobre ela.